terça-feira, 22 de novembro de 2011

Consideração


-Sabe o que mais me deixa chateada? - perguntei transtornada.
Ela ficou calada, esperando minha resposta.
-Saber que eu sempre estive lá quando você precisou. Que te abracei e enxuguei suas lágrimas enquanto você se desmanchava em prantos. Eu estava lá quando você não aguentava mais sua vida e te impedi de fazer besteira. Eu te impedi de se matar!
Dei um sorriso sarcástico por causa do olhar pasmo que ela me lançava e, voltando a ficar séria, respirei fundo.
-Eu estava com você no seu aniversário e te fiz sorrir com minhas brincadeiras. Se você precisasse da minha presença, bastava uma mensagem e eu iria imediatamente te encontrar. Mas aí você encontrou uma criança para criar -diga-se "namorado"- e parece que esqueceu que existem outras pessoas no mundo. Parece que esqueceu que você tinha amigos. E sim, tinha no passado, porque sinceramente, eu não me considero mais sua amiga. Isso é o que mais me chateia: a simples falta de consideração para comigo.
Minha raiva era tanta, que virei de costas e fui embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário