quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Devaneios


Sinto que as coisas serão estranhas a partir de agora. Tudo o que eu sempre vivi, a rotina que eu gostava, de encontrar os amigos na frente da escola ou nas salas de aula, isso tudo vai mudar.
As paixões inocentes, os amores de escola, tudo vai ficar para trás. Uma nova fase está começando para todos e ainda não me vejo longe de pessoas que se tornaram parte de mim. Não me vejo longe das brincadeiras, das broncas, das reclamações, das brigas, enfim, de tudo.
Sei que essas coisas ainda irão acontecer, mas não como agora, como nesse ano. Porque foram dias e mais dias confinados dentro de uma sala de aula estudando para o temido vestibular. Os resultados comomemorados conjuntamente. Os abraços, os beijos, as confissões, os problemas, as dúvidas, meu Deus! Não quero chorar, não quero deixar tudo isso pra trás, não quero nem pensar em esquecer tudo o que ocorreu.
Talvez seja somente o medo da nova fase que está para começar. Mas como disse, talvez. Só resta agora continuar conversando e encontrando com os amigos. Estar junto daqueles que realmente importam. É como diz Renato Russo "Temos nosso próprio tempo..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário