domingo, 1 de abril de 2012

Talvez...


Talvez eu tenha cometido um erro. Talvez dois ou até mesmo três. Talvez eu tenha errado ao te afastar, por me achar superior ou até mesmo inferior -de merda, cá entre nós. Talvez eu seja imbecil o suficiente por achar que tudo pode voltar a ser bom, sem mais brigas sem motivo ou sem a conversa de você ter mudado. Talvez eu não devesse ter te entregado aquele bilhete esperando que o universo conspirasse e você me mandasse algum sinal de vida dizendo que ainda me amava. Tolice. Talvez eu deva parar de te mandar SMS's esperando por respostas que nunca virão ou, se até mesmo chegarem ao meu celular, sejam as respostas mais curtas que alguém poderia dizer. Talvez eu deva parar de mentir para mim, de acreditar piamente em palavras e esperar que elas se concretizem. Talvez eu deva parar de me apaixonar. Sim, disso eu tenho certeza, eu tenho que parar. Talvez eu deva jogar fora cartas, bilhetes, desenhos, o que quer que eu tenha sobre as pessoas que amo. Porque no fim, elas deixam de me amar e, se não, conseguem muito bem esconder isso de mim. Talvez as coisas melhorem se eu fizer isso, como quando eu joguei fora as lembranças de três anos atrás... Talvez eu deva parar de ser carinhosa e amorosa com você. Talvez, realmente. Talvez seja melhor parar de escrever tudo isso e simplesmente deletar até mesmo da minha memória. Talvez, finalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário