quinta-feira, 7 de junho de 2012

Ácida Brancura


-Abra os olhos. - murmurou tirando as mãos de meu rosto. Minha vista aos poucos foi se adaptando a claridade do local a medida que meus olhos se abriam. Estava em seu quarto e havia rosas brancas por todos os lados, fazendo com que o perfume que exalava fosse magnífico. Ele sabia que eu amava rosas brancas e que sempre quisera ganhar pelo menos uma de qualquer pessoa. Naquele quarto tinham tantas flores que não consegui parar para contá-las. Dezenas, dúzias de buquês... Comecei a lacrimejar e meu mais belo sorriso veio à tona.
-Coisas especiais para pessoas especiais... - disse ao meu ouvido. Um gostoso arrepio de felicidade percorreu minha espinha e no momento seguinte estava agarrada em seu pescoço, beijando-o. Em meio aos beijos começamos a rir. Tudo era lindo quando eu estava com ele. As brincadeiras, os risos, os beijos e até mesmo algumas lágrimas.
-Obrigada, meu lindo. - agradeci radiante. - Obrigada por tudo o que fazes por mim. Obrigada por...

E acordei. Minha vista aos poucos foi se adaptando a claridade do local a medida que meus olhos se abriam. Meu quarto nunca pareceu tão solitário depois de um sonho. Respirei fundo e olhei para o teto. Não sei ao certo por quanto tempo fiquei assim, até que levantei e me arrumei para sair. E encontrar o garoto que vagava em meus sonhos com outra pessoa...

2 comentários:

  1. Agora ja posso chorar... pensando apenas nele snif...

    ResponderExcluir
  2. D: Eu sonhei com isso #crying
    Obrigada por comentar Lu :D

    ResponderExcluir