sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Fazer o que?


Minha mala já estava pronta. Ela não se encontrava tão cheia, poucas roupas básicas, meus dois All Stars e um salto alto. Acompanhado de um vestido, é claro. Eu tinha uma vaga noção da sua reação ao me ver com ele e queria muito ver sua expressão admirada. Prestes a sair de casa, o telefone tocou.
-Precisamos conversar. – falou sério, do outro lado da linha.
-Quando eu chegar, conversamos. Já estava de saída. – respondi com um sorriso.
-Largue essa mala e me escute. – ordenou, o que me fez estancar na hora. Soltei a mala e sentei, ele ainda em silêncio. Diversas coisas passaram por minha cabeça e comecei a entrar em pânico.
-Por favor... – sussurrei. – Não...
-O que?
-Nada. – tornei a meu tom de voz normal. – O que foi?
-Só queria pedir... Que não demore a chegar, porque eu preciso te ver logo. – disse com um tom de voz calmo, me deixando completamente aliviada.
-Bobo. – respondi rindo.
-Seu bobo...
Disse que não demoraria e saí correndo. Ele era o maior idiota do mundo. Mas eu o amava, fazer o que?

Nenhum comentário:

Postar um comentário