domingo, 26 de janeiro de 2014

Untitled IV


Eu sorria que nem uma pré-adolescente boba. Depois de meses, finalmente sentia o calor de sua pele naquele simples contato de dedos entrelaçados. No caminho para sua casa, trocávamos pequenos beijos tímidos, sorrisos e olhares... ah, os olhares que tanto esperei trocar, o tempo que gastei para poder me perder em seus lindos olhos claros foram recompensados naqueles minutos antes de chegar em seu lar. E ao chegar lá e largar as malas no quarto onde ia dormir, finalmente pude te beijar como sempre desejei, pude bagunçar seu cabelo e rir de felicidade... Finalmente, entre os beijos e os sorrisos, pude olhar em seus olhos e dizer um maravilhoso eu te amo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário