sábado, 15 de novembro de 2014

Olhos Tristes


Os olhos dela são tristes. E isso é algo que para muitos pode passar despercebido, menos para mim. Ela pode estar com o maior sorriso do mundo, mas seus olhos declamam tristeza por onde quer que passem. Os olhos dela são tristes lendo Leminski, lendo outdoors, lendo cartazes de pais de santo. Os olhos dela são tristes andando na rua com seus fones de ouvido, fazendo exames de rotina, estudando, trabalhando... São os olhos mais tristes que vi na vida, dentre os milhões de olhos que observo por aí. Ela tem olhos tristes, mas prefere ignorar que esteja triste, prefere fingir que tudo está bom, do que ter que explicar porque tem esses olhos tristes. Olhos de ressaca, como diria Machado de Assis. Ou apenas... Olhos tristes. Ela, a mulher que olho no espelho agora e que segura um livro nas mãos enquanto espera seu nome ser chamado, tem olhos tristes. E ela nem sabe o porquê disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário